Todos nós adquirimos crenças sobre relacionamentos e interação do casal por meio da cultura, da nossa família de origem, dos meios de comunicação e pelas experiências anteriores. É preciso buscar um equilíbrio para saber até que ponto as tradições de família devem interferir na vida social do casal. “Se eu decidi conviver com um parceiro, vou aprender a conviver com as suas crenças e respeitar os seus valores, sem necessariamente ter de mudá-los.

Este artigo ajudou você? Deixe seus comentários abaixo, ou clique no botão e nos envie uma mensagem.